Blog

Ansiedade: entenda e aprenda a controlar esse vilão da vida moderna

Não é novidade que nos dias de hoje as palavras ansiedade e estresse fazem cada vez mais parte do dia a dia e do nosso vocabulário. Mas o que muitos não sabem é que por detrás disso existe uma bioquímica muito maléfica, que é produzida dentro do nosso corpo, podendo levar a vários distúrbios e doenças.
Resumidamente a ansiedade é uma resposta de uma parte cerebral chamada sistema límbico, onde a amígdala do hipocampo tem uma ativação além do normal. Algumas estruturas do sistema límbico atuam, agem e interagem independente da nossa parte racional do cérebro.
Com toda a correria nos dias de hoje, pressões, metas a serem alcançadas no fim do mês, quando pensamos nos filhos, no nosso chefe, quando temos pensamentos negativos e etc, fazemos com que a amígdala do hipocampo se torne cada vez mais sensível a respostas em situações inócuas, sem perigo algum, como se fossem perigos mortais.
A amígdala do hipocampo detecta algo no ambiente e o percebe como perigoso e ameaçador a nossa vida, ativando as estruturas mais primitivas do nosso sistema que entra em uma resposta de luta e fuga. O corpo responde como se estivéssemos sendo atacados ou passando por perigos reais de ataque a nossa integridade física e emocional. Com isso é acionado o hipotálamo e outras estruturas seguindo até a supra renais onde se produz o Cortizol, ou “Hormônio do estresse”. Esse hormônio até uma certa quantidade é benéfico, mas se elevar o nível, se torna extremamente nocivo a nossa saúde. Paralelamente a Adrenalina também é liberada causando muitos sintomas físicos como: taquicardia, falta de ar, tremores, entre outros.
Para entender melhor veja a analogia.
Se um tigre, por exemplo, agora viesse em sua direção, olhando fixamente para você, salivando, com a cauda completamente estática, avançando passo a passo em sua direção, sua amígdala seria ativada, ocasionando aquelas respostas acima citadas, e você entrará em um estado chamado de “luta e fuga” e nesse caso é ótimo que aconteça, pois você terá muito mais potência em seus músculos para correr ou lutar.
Porém entrar nesse mesmo estado de luta e fuga, com os exemplos citados do dia a dia, ou seja, situações normais das quais vamos ”pré-ocupando” nossa mente com pensamentos negativos do que pode acontecer de ruim, toda aquela bioquímica maléfica passa a ser produzida, e assim mantém níveis de adrenalina e cortisol muito prejudiciais a nossa saúde.
E muitos sabem que ao encontrar alguém estressado ou em um estado de ansiedade e falar pra essa pessoa “se acalmar” não vai adiantar, não é mesmo? Talvez fazer isso provoque ainda mais estresse e ansiedade.
Então para acalmar a ansiedade precisamos falar a linguagem do corpo. Veja abaixo, o que é causado no sistema físico e mental com o excesso de cortisol.

cortisol

Segundo pesquisas nos EUA, médicos dizem que mais de 70% das doenças tem algum fundo de estresse emocional.

Dicas
1- A primeira coisa a se fazer em um nível racional é, observar seus pensamentos automáticos como um espectador sem entrar e se apegar a eles, principalmente os que trazem preocupações. E uma maneira muito eficaz a se fazer isso é manter um diário consigo, e cada vez que se perceber ansioso ou estressado, escreva no diário:
• A data e a hora
• O motivo da ansiedade ou estresse
• Os pensamentos que lhe vem a mente
• As sensações física

diario

 

2- Os exercícios físicos, como uma caminhada por exemplo, são essenciais para você. Para o controle da ansiedade, é necessário que você tire um momento do dia para a prática de exercícios. Pois a prática aumenta o nível de neurotransmissores no cérebro, como a endorfina que é um analgésico natural, a serotonina e dopamina. Que produzem uma sensação de relaxamento e bem-estar no indivíduo.

exercicio

3- A respiração é muito importante. E uma das técnicas que você pode aplicar é a respiração em quatro tempos de cinco segundos. Coloque a palma da sua mão sobre o peito e a outra sobre seu ventre.
Agora você inspira profunda e lentamente contando até cinco, segura o ar por mais cinco segundos, expira lentamente contando até cinco e aguarda mais cinco segundos antes da próxima inspiração. Se você respirar dessa maneira por cinco minutos estará amenizando e suavizando suas sensações corporais.
Essa respiração pode ser usada sempre que se perceber ansioso ou estressado, mas se você adotar o hábito de respirar assim várias vezes ao dia, além de ser muito saudável para seu corpo, você também estará ensinando o seu sistema a se sentir mais calmo.

relax

4- Levar consigo um lenço embebecido com óleo essencial de lavanda, ou de laranja e cheirar um pouco nos momentos de crises ou ataques de ansiedade. Pingar algumas gotas em um lenço e deixar debaixo do travesseiro ajudam muito também.
O olfato é o único dos nossos sentidos que vai direto ao sistema límbico, onde acontece a ansiedade. Alguns estudos comprovam que aromas como o da lavanda e o da laranja por exemplo, acalmam este sistema.

 

oleo

 

5- Fazer terapia também se torna importante. Procure um bom terapeuta para ver qual o tipo de terapia deverá ser feita. E assim descobrir os motivos específicos do porque sua amígdala esta se ativando além da conta. E juntos na terapia poderão erradicar essas raízes e desenvolver estratégias para que você possa viver uma vida mais saudável e plena.
Tudo isso pode amenizar sua ansiedade, trazer mais calma a sua vida e até curar doenças que foram decorrentes dos estados de ansiedade e estresse.

 

terapia

 

Se você curtiu deixe um comentário abaixo.

2 comentários

7

Deixar um comentário